Sábado, 04 de Dezembro de 2021
°

-

Polícia Prisão domiciliar

Homem detido por queimar rosto do filho em fogão pede por prisão domiciliar em SC

Motivo para requerimento é suspeita de um câncer

08/11/2021 às 16h52
Por: Redação
Compartilhe:
Homem detido por queimar rosto do filho em fogão pede por prisão domiciliar em SC

Um homem que queimou o rosto do filho em uma chapa de fogão no mês de setembro, teve pedido prisão domiciliar recusada pelo Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJ-SC). O caso aconteceu na cidade de Laguna.

Atualmente ele está cumprindo pena de dois anos, oito meses e vinte dias. Porém, o homem argumentou que provavelmente está com câncer no fêmur. Sendo assim, requereu a prisão domiciliar humanitária por conta do seu estado de saúde e pela pandemia da Covid-19.

Entretanto, a previsão de progressão para o regime semiaberto é apenas para o dia 31 de outubro de 2022.

Crimes anteriores

Porém, o homem já cumpriu penas anteriores pelos crimes de tentativa de homicídio e embriaguez ao volante, por isso, o pedido de domiciliar foi negado e ele cumpre atual condenação em regime fechado.

Inicialmente, a negativa veio pelo juízo de 1º grau, posteriormente, o homem recorreu ao TJSC, mas obteve a mesma resposta. A decisão foi unânime.

“Ao menos no momento, nada indica que a manutenção do agravante no estabelecimento prisional impossibilite o atendimento médico que lhe é devido. Pelo contrário, as informações dão conta de que, na medida do possível, ele vem recebendo a atenção necessária”, anotou o relator em seu voto.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias