Segunda, 23 de Maio de 2022
°

-

Política Eleições 2022

Revista revela a verdadeira razão da desistência de Moro

A esposa Rosângela queria mais dinheiro

03/04/2022 às 19h20
Por: Redação
Compartilhe:
Revista revela a verdadeira razão da desistência de Moro

Ela chamou senadores do Podemos a seu apartamento, em Curitiba, e disse que a campanha precisava de mais apoio do partido, inclusive mais verba, e atacou Renata Abreu

A influência de Rosângela Moro foi decisiva na troca de partido pelo marido, informa a revista Veja, um dos veículos que fizeram cobertura positiva (e distorcida) da trajetória do ex-juiz, considerado parcial e suspeito pelo Supremo Tribunal Federal.

Rosângela queria mais dinheiro para a campanha do marido, o que senadores reunidos em sua casa disseram não ser possível.

Segundo a revista, a advogada Rosangela Moro cobrou dos senadores paranaenses Alvaro Dias, Oriovisto Guimarães e Flávio Arns, todos do Podemos, maior empenho na defesa da candidatura de Moro. 

"Rosangela que em ocasiões anteriores já havia afirmado a interlocutores que o partido mais atrapalhava do que ajudava o marido, ouviu dos parlamentares, em resposta, que a pré-campanha morista estava fora da realidade ao exigir altas cifras para atividades políticas e viagens de promoção do candidato. Alvaro Dias, que havia concorrido à presidência pela sigla em 2018, gastou pouco mais que 6 milhões de reais, enquanto o staff de Moro havia estimado em pelo menos dez vezes mais as despesas de sua campanha para este ano”, destaca a revista.

Além da cobrança pessoal da advogada Rosângela Moro, a reunião final de Moro com a cúpula do Podemos foi marcada por críticas à presidente da sigla Renata Abreu por priorizar financeiramente a eleição de deputados federais e por uma sequência de indiretas para que Sergio Moro procurasse um partido com maior estofo eleitoral para suas pretensões.

No dia seguinte, o ex-juiz se reuniu com o presidente do União Brasil Luciano Bivar e na quinta anunciou sua filiação à sigla, detentora de cerca de 800 milhões de reais de fundo eleitoral.

Desde que se filiou ao partido, Moro gastou verba pública em suas andanças pelo Brasil e uma viagem à Alemanha, onde se hospedou no Hotel Atlantic Hamburgo, um dos mais caros do país, com diária em torno do equivalente a R$ 4 mil.

As atividades do ex-juiz eram bancadas pelo Fundo Partidário destinado ao Podemos.

A influência de Rosângela Moro no trabalho do Marido foi revelada no documentário “A Grande Farsa - Como Moro enganou o Brasil e ficou rico”, de Joaquim de Carvalho e Max Alvim, que a TV 247 lançou em 28/07.

No início de sua carreira, quando era juiz em Cascavel, um grupo de renomados advogados locais denunciou ao procurador da república Celso Três que Rosângela estava se beneficiando como advogada da posição do marido na Justiça Federal.

Ela também é ligada a dois advogados denunciados por Rodrigo Tacla Durán por extorsão. Carlos Zucolotto Júnior teria exibido 5 milhões de dólares para obter benefícios em acordo de delação premiada.

Chegou a transferir 612 mil dólares para a conta do escritório de Marlus Arns, como parte desse pagamento. “Paguei para não ser preso”, contou Tacla Durán. Marlus foi parceiro de Rosângela em pelo menos um caso relacionado na CPI da Máfia das Falências, que apontou ações espúrias do Poder Judiciário no Paraná com a família Simão

 
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias