Segunda, 23 de Maio de 2022
°

-

Geral Eleições 2022

Opositores e até aliados repudiam fala de Lula sobre Zelensky à revista ‘Time’

Avaliação é que a declaração ‘exalta o autoritarismo e deprecia o líder da Ucrânia’, país que resiste às investidas russas deste 24 de fevereiro; João Doria e Sergio Moro estão entre os críticos

05/05/2022 às 15h13
Por: Redação
Compartilhe:
Opositores e até aliados repudiam fala de Lula sobre Zelensky à revista ‘Time’

As declarações do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva à revista ‘Time’, dos Estados Unidos, ainda estão repercutindo dentro e fora do Partido dos Trabalhadores (PT). A revista colocou o petista como o ex-presidente que tem a missão de levar o país aos bons tempos, o que fez o ex-ministro Jacques Wagner comemorar nas redes sociais. “O presidente tá ON e estourado! A imprensa internacional reconhece o que muitos fingem não ver por aqui.

Uma das publicações mais importantes do mundo dá o destaque que o Brasil merece: Lula está preparado para reconstruir o Brasil com o povo brasileiro. Vamos juntos?”, escreveu no Twitter. De outro lado, por sua vez, a oposição não gostou da entrevista e também usaram as redes sociais para rebater as declarações feitas pelo pré-candidato à presidência da República.

Entre as falas mais controversas estão as críticas feitas ao presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, que Lula disse ser “tão responsável pela guerra quanto Putin”. Dentro do PT, a visão é que o ex-presidente abusou do direito de errar ao falar sobre o conflito no Leste Europeu. Fora da legenda, a postura é vista contra a paz e a democracia.

“Dizer que Zelensky é tão culpado quanto Putin é exaltar o autoritarismo e depreciar o líder da Ucrânia, vítima de crimes de uma guerra cruel. Isola o Brasil das posições mais razoáveis do Ocidente.

A democracia deve condenar as agressões e o conflito. O mundo quer paz”, mencionou João Doria, ex-governador de São Paulo e o pré-candidato do PSDB à presidência da República. Outro concorrente ao Planalto que se manifestou foi o ex-juiz Sergio Moro. “Mal disfarça o seu desprezo por Zelensky e a sua preferência por Putin e por regimes autoritários. Esta é a via democrática?”, questionou o ex-ministro.

Com a repercussão da entrevista, o general Augusto Heleno afirmou que a revista “menospreza a memória e a inteligência dos brasileiros de bem”. “Lamento que enalteça e dê espaço a quem tanto mal fez ao Brasil e, com seu Vice, canta o Hino da Internacional Socialista. Venceremos o mal! Brasil Acima de Tudo!”, reforçou, também nas redes sociais.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias